Chucha: no meio de tanta oferta, como escolher?

Chucha: no meio de tanta oferta, como escolher?

Image onda

Hoje em dia, dada a grande variedade de chuchas no mercado, torna-se difícil para os pais escolher a mais adequada…!

A farmácia posiciona-se como um parceiro ideal nesta escolha, qualquer dúvida que tenha o seu farmacêutico pode ajudar.

De uma forma simples, uma chucha divide-se em 3 partes:

1- Tetina: É a parte da chucha que permite ao bebé realizar o movimento de sucção. 

A tetina varia de tamanho (de acordo com idade do bebé) e de material (pode ser de silicone ou de látex).
A escolha deve ter também em conta o material das tetinas.

As de látex (borracha) são mais rugosas, mas mais flexíveis e resistem mais à mordedura.

As de silicone são mais lisas e mais rígidas, mas, dependendo do formato, podem causar maior deformação do palato (zona superior da cavidado bucal). São também menos resistentes às mordeduras.

2- Disco: é uma garantia de segurança, pois evita que o bebé engula a chupeta acidentalmente. 

Esta escolha é um fator importante, pois deve ter furos (buracos de ventilação), para evitar que ocorra asfixia.

3- Argola: Facilita a remoção da chupeta da boca do bebé. 

No entanto, pelo facto de permitir a colocação de acessórios como fitas ou correntes, há quem defenda que podem enrolar-se no pescoço do bebé e magoá-lo. Assim, caso opte pelo uso de um destes acessório, procure um de tamanho curto.

Para além destes fatores, deve ser do tamanho adequado à idade do bebé. Assim, seja qual for a escolha, é importante que o bebé se adapte bem a um tipo de chucha pois será um conforto que procurará nos primeiros meses de vida.

Um conselho: Depois de cumpridas todas estas regras, se o bebé gostar de uma chucha específica, compre alguns exemplares iguais, pois assim pode evitar dramas futuros.

Peça ajuda ao seu farmacêutico!


Border ondulada
Adicione o Barriga & Bebé ao teu dispositivo. x
Clique em , de seguida selecione a opção "Adicionar ao ecrã principal".