Chupeta ou não?… Eis a explicação!

Chupeta ou não?… Eis a explicação!

Image onda

O tópico da chupeta sempre foi muito controverso.
É importante começar por dizer que oferecer chupeta, indiscriminadamente, a bebés que estão a ser amamentados, de forma a acalmá-los, não é de todo recomendado!

O uso da chupeta em bebés amamentados tem sido relacionado com:

  • confusão de bicos
  • desmame precoce
  • diminuição da produção de leite materno
  • cansaço muscular no bebé

A chupeta permite que o bebé use menor número de músculos para realizar a sucção em comparação com a amamentação e fornece alguma sensação de satisfação psicoemocional (que também ocorre durante a amamentação). Por ser mais fácil e permitir semelhante grau de satisfação, os bebés que optam pela chupeta mais vezes podem começar a rejeitar o peito da mãe. Se o peito não for estimulado várias vezes ao dia, principalmente nas primeiras semanas de vida, é produzido menos leite e a tendência para ocorrer desmame precoce é superior.

Após as primeiras 3 a 4 semanas de vida, a Academia Americana de Pediatria e a Sociedade Portuguesa de Pediatria recomendam o uso da chupeta durante os períodos de sono do bebé, até ao 1º ano de vida, como forma de prevenção da Síndrome de Morte Súbita. No entanto, a UNICEF e a OMS (Organização Mundial da Saúde) sugerem outras medidas de prevenção, tais como: não fumar dentro de casa, colocar o bebé a dormir de barriga para cima, amamentação exclusiva, não agasalhar o bebé em demasia e no primeiro ano de vida não colocar brinquedos, almofadas ou objetos fofos junto do local onde o bebé dorme.

Os estudos têm colocado o uso da chupeta como um dos fatores que resulta em mais implicações negativas para a saúde orofacial da criança. O uso indiscriminado da chupeta tem sido relacionado com:

  • Modificação no desenvolvimento dos maxilares
  • Alterações nos músculos da face, deglutição e mastigação
  • Alterações na Fala
  • Modificações na postura da língua
  • Aumento da incidência de otite média

A escolha de usar ou não chupeta deve ser sempre da família, mas é crucial que os pais estejam corretamente informados de todas as particularidades associadas ao seu uso e é função do Odontopediatra orientá-los para as alternativas em prol da saúde oral dos seus filhos.


*Conteúdo desenvolvido por Sofia Batista, Médica Dentista e Docente do Serviço de Saúde Oral Infantil e Preventiva do IUCS

@doutoradentinhos

www.doutoradentinhos.com

Border ondulada
Adicione o Barriga & Bebé ao teu dispositivo. x
Clique em , de seguida selecione a opção "Adicionar ao ecrã principal".