Cuidados essenciais no pós-parto

Cuidados essenciais no pós-parto

Image onda

Nas semanas que se seguem ao parto o corpo da mãe sofre modificações importantes, de forma a voltar ao estado anterior à gravidez e a adaptar-se à amamentação.

Primeiro levante

Deve fazer-se o mais precocemente possível, quer tenha tido parto normal ou cesariana, mas sempre acompanhado por uma enfermeira. É habitual que no primeiro levante sinta tonturas e uma sensação de desmaio. Evite levantar-se rapidamente. Se teve um parto normal e tem pontos deve sentar-se apoiando-se no lado contrário ao local dos mesmos.

Cuidados de higiene

Após o primeiro levante e assim que se sinta capaz, pode lavar-se e tomar duche, lavando o cabelo. Não deve tomar banho de imersão. Se necessitar peça ajuda a uma enfermeira.

Perda de sangue por via vaginal

Ao sangue perdido por via vaginal que se verifica após o parto chama-se lóquios. Nos primeiros 2-3 dias esta perda é geralmente mais abundante do que uma menstruação e tem cor vermelho vivo. Posteriormente, diminui de quantidade, ficando com uma coloração rosa claro. Após a primeira semana passa a ser um corrimento acastanhado ou amarelado e desaparece quase completamente pelo 15º dia. No entanto, pode persistir em pequena quantidade até ao 30º dia após o parto. Sempre que sentir humidade vaginal mude o seu penso. Não é aconselhável usar tampões nem fazer irrigações vaginais nesta altura.

Cuidados a ter com os pontos

Se teve um parto normal com episiotomia os pontos caem por si. Deve lavar-se com água e solução de Ph neutro sempre que for à casa de banho, mantendo o penso seco. Se sentir muitas dores peça um analgésico e/ou gelo para aplicar no local. Os pontos são absorvidos entre o 7º e o 15º dia. Se o parto foi por cesariana o penso só é habitualmente levantado no dia da alta e os pontos/agrafos são retirados no Centro de Saúde ao fim de 7-8 dias.

Cuidados com as mamas

Após o parto é aconselhável utilizar um “soutien” apropriado para amamentação. No início produz-se um leite bastante aguado chamado colostro. Entre o 3º e o 5º dia dá-se geralmente a “subida do leite”. Vai notar que nesta altura as mamas ficam mais tensas, quentes e por vezes avermelhadas. Pode haver mesmo um aumento de temperatura corporal.

Cólicas abdominais enquanto amamenta

Nos 1ºs dias é normal sentir dores abdominais, semelhantes às que teve durante o parto. Correspondem a contrações uterinas e são geralmente mais intensas quando amamenta.

Alimentação e hábitos sociais

Após o parto não é geralmente necessária uma dieta especial. Não deve fumar nem beber bebidas alcoólicas e/ou bebidas com cafeína. Não tome medicamentos sem consultar o seu médico e avise que está a amamentar se for a uma consulta.

Funcionamento intestinal

A obstipação (“prisão de ventre”) após o parto é uma situação bastante frequente, mas que geralmente se resolve espontaneamente.

Se apresentar hemorroidas e sentir desconforto ou dor local aconselhe-se com uma enfermeira.

Alterações emocionais após o parto

Por vezes ocorrem alterações emocionais após o parto. Entre estas contam-se a vontade súbita de chorar, a melancolia e a ansiedade. Trata-se de uma situação normal, motivada pela descida brusca das hormonas da gravidez. Se não conseguir lidar sozinha com esta situação ou se sentir um estado depressivo permanente contacte o seu médico.

Alta

O tempo de internamento após o parto depende do estado de saúde da mãe e do bebé. No entanto, se não ocorreram complicações, poderá ter alta ao fim de cerca de 48 horas após um parto normal e 72 horas após uma cesariana.

Exercício físico

Nos primeiros dias evite fazer grandes esforços físicos (subir/descer muitas escadas, pegar em pesos) e faça períodos de repouso. Gradualmente vá retomando a sua atividade física normal. Existem exercícios apropriados para fortalecer os músculos abdominais e pélvicos após o parto.

1ª menstruação pós-parto

Se estiver a amamentar, a falta da menstruação pode prolongar-se durante meses, mas este intervalo de tempo é muito variável. Se não amamenta, a menstruação geralmente ocorre nos primeiros 3 meses após o parto.

Reinício da atividade sexual

As relações sexuais são desaconselhadas até à 3ª-4ª semana após o parto. Após esta altura poderá reiniciar a atividade sexual quando se sentir preparada.


*Conteúdo desenvolvido pelo Hospital de S. João

Border ondulada
Adicione o Barriga & Bebé ao teu dispositivo. x
Clique em , de seguida selecione a opção "Adicionar ao ecrã principal".