Gravidez Múltipla – O que é e quais os seus desafios?

Gravidez Múltipla – O que é e quais os seus desafios?

Image onda

A confirmação de uma gravidez faz-se acompanhar de muita alegria e, certamente, de várias dúvidas.

Contudo, quando descobre que está grávida de dois ou mais bebés – gravidez múltipla, as dúvidas também elas se podem multiplicar!

O que pode causar uma gravidez múltipla?

Existem diversos fatores que podem predispor a futura mamã a uma gravidez múltipla:

  • Histórico familiar materno – mulheres com antecedentes familiares de uma gravidez múltipla;
  • Idade materna avançada – mulheres com mais de 35 anos. Com o avançar da idade, o corpo tende a produzir mais hormonas que promovem a produção de mais óvulos;
  • Número de gestações – ter uma ou mais gestações prévias, em especial uma gravidez múltipla;
  • Raça – as estatísticas indicam que a probabilidade de ter uma gravidez múltipla varia segundo a raça da mãe. Por exemplo, mulheres de raça negra têm mais hipóteses de ter uma gravidez múltipla.

Atualmente, existem ainda outros fatores que aumentam consideravelmente a probabilidade de ter uma gravidez múltipla, nomeadamente as tecnologias de reprodução medicamente assistida (fertilização in vitro, inseminação artificial…) e os medicamentos que induzem a ovulação – técnicas que ajudam muitos casais a ter filhos.

Desafios e complicações

  • Não é preciso comer por três (ou mais)

Uma gravidez múltipla exige um maior consumo de nutrientes, mas tal não significa que deva comer por três ou mais. Ter uma alimentação saudável e equilibrada durante a gravidez é essencial para o crescimento saudável do bebé.

  • Vai ganhar mais peso

Caso tenha um peso adequado no início da gravidez (Índice de Massa Corporal (IMC) 18,5 a 24,9), é provável que aumente entre 15,9 a 20,4 Kg até ao final da gravidez. Este valor pode variar consoante o seu peso inicial e o número de bebés.

  • Mais consultas

Nenhuma gravidez está livre de complicações. No entanto, uma gravidez múltipla é considerada uma gravidez de risco, pois a probabilidade da futura mamã ou bebé desenvolverem complicações é superior ao de uma gravidez de baixo risco. Complicações mais comuns: parto prematuro, abordo espontâneo pré-eclâmpsia (pressão arterial elevada, com presença de proteínas na urina) e diabetes gestacional . Por isso, para que viva uma gravidez tranquila e sem problemas, é normal que o acompanhamento pré-natal nestes casos seja mais cuidadoso e exigente, com consultas e exames mais frequentes ao longo de toda a gravidez.

Em caso de dúvida não hesite em falar com o seu médico ou farmacêutico!


Border ondulada
Adicione o Barriga & Bebé ao teu dispositivo. x
Clique em , de seguida selecione a opção "Adicionar ao ecrã principal".