Toxoplasmose e gravidez – como prevenir?

Toxoplasmose e gravidez – como prevenir?

Image onda

Acredita-se que, a nível mundial, 1 em cada 3 pessoas possam estar infetadas com Toxoplasma gondii (T. gondii), o parasita responsável pela toxoplasmose.

De facto, esta é uma das zoonoses (doenças transmitidas ao Homem pelos animais) mais comuns em todo o mundo.

Por norma, quem tem um sistema imunitário saudável, raramente desenvolve sinais ou sintomas da doença, mas, em alguns casos, esta pode manifestar-se por dores de corpo, cansaço e febre.

Na maioria dos casos, o primeiro contacto com o parasita assegura proteção (imunidade) contra o mesmo para toda a vida. No entanto, se o sistema imunitário estiver fragilizado (por doenças, como a síndrome da imunodeficiência adquirida – SIDA –, ou por tratamentos, como a quimioterapia), a infeção por T. gondii pode pedir outra atenção.

Geralmente, o contacto com este parasita ocorre através do consumo de:

  • Água ou alimentos contaminados com fezes de gatos infetados (o gato é o único animal de estimação que expulsa o parasita nas fezes);
  • Carne (de porco ou de vaca, por exemplo) crua ou malcozinhada com o parasita no interior;

Também pode ocorrer transmissão da mãe para o filho, durante a gravidez. No entanto, mulheres expostas ao parasita, pelo menos, 4 a 6 meses antes da conceção, normalmente, adquirem a referida proteção para toda a vida, evitando a transmissão ao bebé.

A gravidez é um momento que deve ser vivido com a máxima tranquilidade e segurança. Por isso, se está grávida ou a planear engravidar, fale sobre este assunto com o seu médico. Ainda assim, se tem gatos em casa, saiba que (salvo indicação médica em contrário) pode mantê-los consigo nesta fase. Para tal, siga estes passos:

  • Mantenha o seu gato dentro de casa, garantindo que este come apenas ração (nunca carne crua);
  • Peça a alguém que limpe a caixa de areia do gato por si. Se tal não for possível, utilize luvas e máscara durante este processo e lave as mãos com água e sabão no final.

A prevenção é a forma mais eficaz de gerir a toxoplasmose. Nesse sentido:

  • Evite comer carne crua ou mal cozinhada e lacticínios (como o leite) não pasteurizados. Lave sempre os vegetais e frutas e, após a lavagem, descasque a fruta;
  • Ao cozinhar, lave cuidadosamente todos os materiais (como tábuas e facas), que tenham contactado com carne crua;
  • Utilize sempre luvas em atividades de jardinagem e lave as mãos no final.

Para esta e outras questões, não hesite em procurar conselho na sua farmácia.


Border ondulada
Adicione o Barriga & Bebé ao teu dispositivo. x
Clique em , de seguida selecione a opção "Adicionar ao ecrã principal".